• All Together School

Você sabe o que é a proposta educacional Reggio Emilia? Confira!

Atualizado: Fev 14

A proposta educacional Reggio Emilia foi idealizada pelo pedagogo Loris Malaguzzi, na Itália, logo após o término da Segunda Guerra Mundial.


A ideia, de uma forma resumida, é que a criança deve ser a protagonista na construção do seu conhecimento.

A abordagem também foi influenciada por importantes teóricos da psicopedagogia, tais como Jean Piaget, Lev Vygotsky, John Dewey, Maria Montessori, irmãs Agazzi e Bruno Ciari.


Quer conhecer mais sobre essa inspiração pedagógica? Continue a leitura e tire todas as suas dúvidas sobre o assunto!


Entenda quem foi Loris Malaguzzi


Loris Malaguzzi nasceu em fevereiro de 1920 e se formou em pedagogia na Universidade de Urbino (Itália). Já em 1940 começou a ensinar nas escolas primárias em Sologno (cidade próxima a Reggio Emilia).


Somente em 1945 ele se juntaria a um grupo de estudiosos em uma aldeia próxima à Reggio Emilia, onde decidiu construir uma escola para crianças que gerou diversas outras escolas nos subúrbios e bairros pobres com a mesma abordagem.


Ele acreditava que as crianças deveriam aprender automaticamente, por meio de uma relação linear de causa e efeito entre os processos de ensino. Outro grande diferencial é a participação dos pais nas escolas (inclusive, naquela época eles ajudavam a administrá-las).


Portanto, o foco está em cada criança que, com os pais, professores, outras crianças e o ambiente, promovem o conhecimento e o desenvolvimento de suas habilidades.


Veja como é a abordagem Reggio Emilia


A abordagem pedagógica Reggio Emilia parte de um pensamento que os adultos têm uma atividade prioritária: escutar e reconhecer as múltiplas potencialidades de cada criança, que deve ser observada e atendida cada uma na sua individualidade.


As crianças criam um “laboratório de fazer”, no qual utilizam desde linguagens pictóricas, gráficas e de manipulação até o seu corpo (movimento, comunicação, pensamento lógico, natural e científico).


O trabalho é realizado de forma democrática envolvendo pais, alunos e professores. Os educadores atuam empoderando ideias de experimentação, análise, reflexão e expandindo o conhecimento próprio de cada criança.


Com certeza, os pais são muito bem-vindos na comunidade escolar e participam de diversas iniciativas.


Confira como a abordagem Reggio Emilia funciona, na prática


Existem diversos exemplos para mostrar como a abordagem funciona na prática.


Vamos citar um: nas escolas tradicionais a cozinha é um espaço limitado para os profissionais que trabalham nela, certo? Assim, a entrada de alunos é proibida.


Mas, vamos refletir: o momento das refeições em família, não são momentos de construir laços e reforçar as amizades?


Além disso, durante o cozinhar as crianças percebem algumas mudanças científicas como:

  • mudanças de estado líquido para o gasoso e sólido, acompanham o processo de transformação dos ingredientes;

  • desenvolvem noções de quantidade;

  • estreitam a relação com alimentos, dentre outras.


Por isso, envolver as crianças no processo de preparo das suas refeições é uma proposta rica na aprendizagem infantil.


Sendo assim, na proposta educacional Reggio Emilia, a cozinheira também desenvolve o papel de educadora, permitindo que os alunos conheçam, sintam a textura e participem do preparo dos alimentos.


Dessa maneira, eles são convidados a ter incríveis experiências sensoriais!



Você gostou de aprender um pouco mais sobre a abordagem pedagógica Reggio Emilia?


Sabia que aqui, na All Together School, nós nos inspiramos e acreditamos nessa abordagem?


CONHEÇA MAIS SOBRE A ALL TOGETHER:

10 atividades extracurriculares da All Together que você deve conhecer!


Ou convidamos você a entrar em contato conosco agora mesmo para tirar todas as suas dúvidas sobre essa abordagem pedagógica!




144 visualizações
  • Facebook - Grey Circle
  • Instagram - Grey Circle
  • Twitter - Grey Circle
  • YouTube - Círculo Branco

© 2019 por Shiudi Deguchi -  All Together Bilingual School